10 mitos sobre o cérebro

O cérebro é o nosso processador central! É nele que processamos toda a informação do nosso corpo – seja a dor, a alegria, o movimento, o pensamento, etc.. Sendo o mais importante órgão do nosso corpo, ao longo dos tempos tem sido criados alguns mitos sobre ele. Diz-se que os alguns dos grandes pensadores, inventores e criadores da humanidade tinham um cérebro sobre-desenvolvido! Será verdade? Neste artigo, com os 10 mitos sobre o cérebro, tentamos desmistificar algumas das crenças que ouvimos sobre a nossa massa “cinzenta”!

 

10. O cérebro é cinzento?

10.Massa CinzentaÉ comum nos referirmos ao cérebro como massa cinzenta. Esta concepção nasce sobretudo porque a televisão nos mostrou em diversas situações cérebros conservados em formol que apresentam uma cor branca, cinzenta ou amarelada. Porém, o cérebro vivo e a funcionar nas nossas cabeças tem várias cores. O cinzento realmente predomina com uma miríade grande de tipos de células, nomeadamente os neurónios. As ligações nervosas que ligam as células cinzentas são brancas. Há também partes do cérebro negras (devido à neuro-melanina) e obviamente vermelhas, graças aos milhares de vasos sanguíneos.

9. Ouvir Mozart torna-nos mais espertos?

09.Música cérebroSe são daqueles que sentem o intelecto a crescer quando ouvem um grande compositor de música clássica, desenganem-se! E a teoria de por os miúdos desde tenra idade a ouvir Mozart também não está provada que dê resultados visíveis. Este mito foi criado por um Otorrino americano que anunciava o sucesso na cura de várias doenças e desordens pondo os seus pacientes a ouvir música clássica. A universidade da Califórnia corroborou as ideias preconizadas por este médico com um estudo em 1990 realizado com 36 estudantes. Ouviram 10 minutos de Mozart antes de realizarem um teste de IQ e obtiveram resultados 8 pontos acima de média. O estudo foi imediatamente contestado e obviamente que nunca mais ninguém conseguiu os mesmos resultados. Nem sequer próximo!

8. Formam-se rugas no cérebro quando aprendemos algo novo?

08.Rugas do CérebroA imagem que temos de um cérebro é por norma de uma massa arredondada, parecida com uma carcaça, coberta por rugas. À medida que crescemos, o nosso cérebro também aumenta de tamanho para acomodar todas as funções avançadas que nos distinguem dos restantes animais. As rugas e sulcos existentes no cérebro são resultado da sua moldagem ao crânio até às 40 semanas de vida. Se é verdade que o cérebro evolui e altera-se significativamente com o crescimentos e a aprendizagem, não está provado que a quando aprendemos algo novo, isso alterações no aspecto do cérebro.

7. O consumo de drogas provoca buracos no cérebro?

07.Drogas cérebroO efeito concreto do consumo de drogas no cérebro continua a ser uma questão controversa. Alguns afirmam que as lesões só acontecem em viciados enquanto outros estão convictos que desde a primeira dose se criar danos irreparáveis a longo prazo. Se as drogas leves provocam perdas de memória e outros efeitos menores, há quem esteja convencido de que os utilizadores de cocaína ou ecstasy estão a literalmente esburacar o cérebro. Na verdade, apenas um trauma físico poderá criar um buraco no cérebro, mas não deixa estar provado que o consumo continuado de drogas provoca a degradação das funções cerebrais a longo prazo.

6. Os danos cerebrais são sempre permanentes?

06.Danos cerebraisSe por um lado é misterioso e poderoso, por outro lado o cérebro é frágil e muito susceptível a lesões. Os danos cerebrais podem ser causados por uma quantidade de coisas, desde uma simples infecção a um acidente de automóvel, significando em qualquer dos casos a morte de células do cérebro. Para muita gente uma lesão no cérebro é associado a pessoas em estado vegetativo ou com deficiências físicas ou mentais. No entanto, nem sempre isso é verdade! Depende muito da extensão da lesão e do local afectado. O cérebro tem uma boa capacidade de recuperação de lesões menores (por exemplo resultante de um traumatismo craniano leve). Nos casos graves em que há danos extensos, há situação em que a recuperação acontece. Nestes casos os neurónios são danificados ou morrem e não podem regenerar-se, mas as ligações entre neurónios podem! Basicamente o cérebro cria novas ligações e as recuperações acontecem!

5. Podemos aprender através de mensagens subliminares?

05.Mensagens subliminaresOs amantes de conspirações alimentam as suspeitas (fundadas ou nem por isso) sobre o que os Governos, os media e as grandes empresas nos transmitem através de mensagens subliminares – mensagens embebidas em sons ou imagens que penetram no subconsciente para influenciar o nosso comportamento. A primeira pessoa a despertar a atenção sobre este tema foi James Vicary que em 1957 alterou um filme para conter mensagens subliminares. As mensagens coagiam os espectadores a comer pipocas e beber coca-cola. Ele afirmava que naquele cinema o consumo de pipocas aumentou 58% e o de coca-cola 18%. Muitas foram as companhias que seguiram as pisadas de Vicary e introduziam mensagens nos seus anúncios comerciais. Depois de vários estudos para corroborar as ideias de Vicary, descobriu-se que este tinha mentido no seu estudo e que as mensagens em anúncios ou músicas por si só não provocam qualquer efeito na nossa vontade!

4. O cérebro mantém-se activo depois de um decapitamento?

04.GuilhotinaNa idade média a decapitação na guilhotina era um dos métodos mais utilizados de execução. Sendo um método de acabar com a vida relativamente rápido, será que mesmo fora do corpo ainda seriamos capazes de mexer os olhos, ouvir ou pensar, ainda que por breves segundos? Há relatos de uma execução durante a revolução francesa em que o carrasco agarra a cabeça da executada e lhe dá uma bofetada. A reacção foi um olhar e uma expressão de indignação da cabeça decapitada! A partir daí pedia-se aos decapitados para piscar os olhos e ouve casos de 30 segundos de piscadelas de olhos. Nos dias de hoje (sem decapitações para testar efectivamente o mito) acredita-se que os movimentos eram espasmos musculares e não movimentos deliberados e conscientes. Não sendo totalmente impossível, é altamente improvável que o cérebro mantém-se activo depois de um decapitamento.

3. O cérebro humano é o maior?

03.Tamanho cérebroApesar de alguns animais conseguirem fazer coisas impressionantes, não há entre a comunidade científica grandes dúvidas de que os humanos são a raça mais inteligente no planeta (independentemente da definição de inteligente). Numa sociedade onde o maior é melhor, não é verdade que o Homem tenha o maior cérebro! O cérebro de um humano pesa em média 1,35kg, enquanto o de um Cachalote pesa mais de 7Kg. Uma coisa é certa, em termos de rácio entre peso do corpo e do cérebro estamos à frente, com 1 para 50, enquanto a maioria dos mamíferos tem um rácio de 1 para 180 e as aves 1 para 220. Os mamíferos têm também grandes córtexes cerebrais quando comparados com outras espécies, responsáveis pela memória, comunicação e raciocínio.

2. O álcool mata as células cerebrais?

02.AlcoolQuando uma pessoa está bêbada, claramente tem o cérebro afectado! A questão é se esse efeito é permanente ou temporário, mesmo em alcoólicos veteranos. Está provado que o álcool não mata as células cerebrais. Pode no entanto destruir as ligações entre os neurónios, dificultando a comunicação. Esta é uma situação quase sempre reversível.

1. Só utilizamos 10 por cento do nosso cérebro?

01.utilização cérebroÉ muitas vezes referido que apenas utilizamos 10% da capacidade do nosso cérebro. É um mito famoso que tem sido perpetuado pelos media desde sempre! Se os Humanos têm a maior proporção entre o corpo e o cérebro, porque raio não haveríamos de utilizar todo o seu potencial? São muitas as pessoas que ganham a vida a vender livros ou produtos para explorar os tais 90% de intelecto não explorado, mas na realidade, a verdade é que o nosso cérebro já é todo utilizado. Tomografias cerebrais mostram que apesar de não funcionar todo ao mesmo tempo, um cérebro saudável não tem partes não utilizadas, apenas partes que não estão a ser utilizadas naquele preciso momento.

 

 

Artigos Relacionados:

10 dicas para iniciados nas dSLR
10 descobertas da Astronomia moderna
10 projectos falhados da Google
Os 10 melhores Tweets da Semana (2013.39)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

404