10 descobertas acidentais

Ser cientista ou investigador significa por norma dedicar toda a vida à pesquisa de um determinado tema ou área. Nem sempre se tem tempo suficiente para encontrar algo de significativo e são bastantes as frustrações. No entanto, há excepções e algumas das mais importantes e populares descobertas das últimas décadas foram obra de puro acaso. Neste artigo listamos 10 descobertas acidentais que provam que a sorte, como em quase tudo, influência a ciência.

 

10. Post-it

10.Post-itEm 1968 Spencer Silver, um químico que trabalhava na empresa 3M desenvolveu um tipo de adesivo pouco aderente, suficientemente forte para colar um papel numa superfície, mas pouco mais do que isso. Depois de muita frustração a tentar descobrir uma aplicação comercial para o produto, um colega da Silver, Art Fry, sugeriu que seria óptimo para marcar páginas e deixar notas em livros, uma vez quer permitia colar e descolar o papel sem danificar as páginas. Nasceu o conceito base do Post-it.

9. Velcro

09.VelcroFoi durante uma viagem de caça com o seu cão que o engenheiro Suíço Georges de Mestral notou nas sementes de uma planta que persistentemente se colavam à sua roupa e ao pêlo do cão. Após uma inspecção mais detalhada do fenómeno, descobriu que eram pequenos ganchos nas sementes os responsáveis pela aderência. Conseguiu replicar o processo em laboratório com materiais sintéticos e em pouco tempo a tecnologia era utilizada tanto pela NASA no espaço, como pelos miúdos que não sabiam atar os atacadores.

8. Teflon

08.TeflonFoi a tentar desenvolver um novo líquido de refrigeração que o químico Roy Plunkett, cientista na DuPont, descobriu por acidente um liquido viscoso resistente a temperaturas extremas e à acção de outros químicos. Em 1940 o material foi utilizado no projecto Manhattan (que levou ao desenvolvimento da bomba atómica) e uma década mais tarde era comum na indústria automóvel. Foi apenas no início da década de 60 que a sua utilização se generalizou para a aplicação que todos conhecemos – tachos, panelas e frigideira antiaderentes. O Teflon é considerado o material mais escorregadio que se conhece!

7. Cone de gelado

07.Cones de geladoApesar dos gelados serem servidos em pratos há vários anos, foi na exposição mundial de 1904 que o cone de gelado nasceu. Uma banca de gelados nesta feira estava a ter tanto sucesso que rapidamente se viu sem pratos para servir o seu produto. Entretanto, mesmo ao seu lado, uma banca de waffles Persas não conseguiu vender quase nada. Os donos das duas bancas tiveram a ideia de enrolar os waffles e colocar uma porção de gelado no topo. Estava criado o cone de gelado!

6. Pacemaker

06.PacemakerUm simples erro esteve na concepção deste salva vidas. Wilson Greatbatch estava a desenhar um circuito para registar as batidas do coração, quando inadvertidamente colocou uma resistência de 1-megaohm no sítio onde deveria estar uma de 10,000-megaohm. O produto final pulsou durante 1,8 milissegundos, parou durante um segundo e depois repetiu a vibração, assemelhando-se em tudo aos batimentos de um coração em repouso. Foi em 1960 que o primeiro pacemaker foi instalado num paciente, na altura com 77 anos, que lhe garantiu mais 18 meses de vida.

5. LSD

05.LSDFoi sintetizado pela primeira vez em 1938 pelo químico Suíço Albert Hofmann nos laboratórios Sandoz, em Basileia, no âmbito de uma pesquisa de substâncias que impedissem o sangramento excessivo após o parto. Alguns anos mais tarde o cientista viria a descobrir na primeira pessoa os efeitos do que acabara de criar. Após manuseio contínuo do produto de uma das substâncias isoladas (a pequena quantidade de LSD absorvida pelo contacto com a pele é, supostamente, o suficiente para produzir seus efeitos) viu-se obrigado a interromper o trabalho devido aos sintomas alucinatórios que o afectaram. Surpreso com os efeitos do LSD, definiu-o como substância psiquiátrica experimental e lançou-a à comunidade científica.

4. Adoçante

04.AdoçanteNunca ficaram intrigados ao olharem para aquele pequeno “comprimido” que substitui o açúcar que pomos no café? Foi descoberto em 1879 por Constantin Fahlberg, um químico que tentava encontrar alternativas ao alcatrão extraído do carvão preto. Chegou a casa e notou que os biscoitos que a mulher fez nesse dia estavam muito mais doces que o habitual. Depois de lhe fazer algumas perguntas, concluiu que não tinha lavado as mãos quando regressou do trabalho e que era o composto que tinham que estava a adoçar o biscoito.

3. Viagra

03.ViagraÉ daqueles nomes que toda a gente conhece! No entanto a sua descoberta foi puramente acidental. A droga Sildenafil parecia ter resultados animadores no controlo de doenças cardíacas, nomeadamente da angina de peito. Quando entrou em fase de testes num hospital britânico, os pacientes masculinos reportaram um efeito secundário curioso: erecções espontâneas de longa duração. A droga foi comercializada como Viagra a partir dos finais dos anos 90 e tornou-se no produto mais vendido da farmacêutica Pfizer, com vendas superiores a mil milhões por ano.

2. Micro-ondas

02.Micro-ondasQuando na década de 40 a empresa Americana Raytheon trabalhava no desenvolvimento de radares de defesa, um engenheiro da empresa, Percy Spencer, reparou que uma barra de chocolate que tinha no bolso se derreteu espontaneamente. Experimentou com uma taça cheia de milho e segundos depois tinha a sala cheia de pipocas. Spencer construiu uma caixa para cozinha e constatou que os alimentos eram cozinhados com a energia microondas. A primeira versão comercial foi instalada num restaurante para testes e alguns anos depois a empresa iniciou a comercialização do aparelho doméstico que hoje existe em cada lar.

1. Penicilina

01.PenicilinaA penicilina foi descoberta em 1928 por Alexander Fleming quando saiu para uns dias de descanso e se esqueceu de algumas placas com culturas de microrganismos no laboratório do Hospital St. Mary em Londres. Quando regressou, reparou que uma das suas culturas de “Staphylococcus” tinha sido contaminada por um bolor e em seu redor as bactérias tinham desaparecido. Em 1941, os seus efeitos foram demonstrados em humanos e em 1945, Fleming, Florey e Chain receberam o Prémio Nobel da Medicina. Continua a ser umas das descobertas mais importantes de sempre com efeitos directos no aumento da esperança de vida mundial.

 

 

Artigos Relacionados:

10 fontes de energia alternativas
10 razões para comprar um Samsung de topo
Os 10 filmes que mais sucesso tiveram no cinema
10 combustíveis alternativos em uso hoje

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

404