10 aplicações da tecnologia no desporto

A tecnologia está presente em quase tudo o que fazemos no dia-a-dia. No deporto não é excepção! Quase todas as modalidades evoluíram significativamente durante os últimos anos, nem sempre de uma forma positiva e em prol do espírito de competição. A esmagadora maioria das inovações tecnológicas visam sobretudo aumentar a segurança dos praticantes e melhorar o cumprimento das regras e o fair play. No entanto, a componente negócio também assumiu um grande protagonismo e foi muitas vezes o factor de estímulo desta evolução, privilegiando por vezes o espectáculo em vez da prática desportiva. Neste artigo procurámos 10 aplicações da tecnologia no deporto, certos que apesar de nem sempre ser utilizada em beneficio do desporto, a tecnologia ajudou a elevar o deporto a um nível nunca antes sonhado.

 

10. Ténis – olho de falcão

10.hawk-eye O olho de falcão é um complexo sistema controlado por computador, utilizado no críquete, no ténis e em outros desportos, que garante um acompanhamento electrónico preciso da trajectória da bola e o registo estatístico de todas as trajectórias que a bola tomou durante a partida. No ténis é um sistema que está presente nos torneios mais importantes. Em 2010 a tecnologia por trás do olho de falcão foi adquirida pela Sony.

9. Futebol – linha de golo electrónica

 FBL-ASIA-WCLUB-2012-TECHNOLOGY Depois de vários casos relacionados com a entrada ou não da bola dentro da baliza, várias autoridades do futebol mundial estão a equacionar a adopção generalizada da tecnologia que certifica com exactidão se o esférico entra ou não na totalidade dentro da baliza. Não pretende se substituir ao árbitro, mas sim ajudá-lo a tomar a melhor decisão. O campeonato Inglês vai introduzir a tecnologia em todos os estádios já a partir da próxima época (13/14), com a certeza de acabar com as dúvidas que todos os anos marcam o resultado de alguns encontros. O campeonato do mundo de 2014 também vai recorrer a esta tecnologia.

8. Golfe – tacos de titânio

 08.Tacos golfe titanio Durante os anos 50 assistiu-se ao boom dos tacos de aço em detrimento dos de madeira. Em cada alteração que a composição dos tacos sofre, o jogador tem de adaptar o seu swing para manter a bola em linha recta. Quando os tacos passaram a ser construídos em titânio e grafite, os golfistas conseguiram imediatamente alcançar maiores distâncias em cada tacada. As últimas inovações introduzidas em especial no tamanho da cabeça, tornaram possível uma evolução mais rápida para que se inicia no Golfe.

7. Rugby – assistência ao árbitro

 07.TMO arbitro rugby Desde que se tornou num desporto profissional, o rugby passou a ser um deporto muito mais exigentes. Os jogadores são mais rápidos, mais fortes e existem diferenças mais ténues entre as equipas. O treino passou a ser muito técnico e as tácticas passaram a ter uma maior importância. A popularidade do desporto explodiu e a atenção dos media é muito maior. Neste sentido houve a necessidade de aproximar o jogo dos espectadores! Os árbitros são auxiliados por inúmeros sistemas de comunicação e toda a acção é acompanhada em directo pelos adeptos. Foi até introduzido um quatro árbitro nas partidas mais importantes – Television Match Official (TMO) – que segue o jogo através das câmaras e participa nas decisões de arbitragem.

6. Formula 1 – HANS / KERS e DRS

 06.KERS e DRS Não há grandes dúvidas de que a Formula 1 é muito dependente da tecnologia. O desporto tornou-se muito mais seguro com a invenção nos anos 80 do “Hans device”, que ainda hoje protege a cabeça do piloto em caso de colisão. Mais recentemente foram introduzidas duas novas inovações – KERS (Kinetic Energy Recovery System) e o DRS (Drag Reduction System) – para facilitar as ultrapassagens e tornar as corridas mais entusiásticas.

5. Estádios – coberturas e pisos retrácteis

 05.Cobertura retractil Os novos estádios são cada vez mais evoluídos e autênticos poços de tecnologia. Desde a iluminação, à circulação de ar, ao sistema de som e ao piso, tudo é estudado ao pormenor. Muito devido aos Inverno rigorosos, no hemisfério norte é cada vez mais uma opção a instalação de coberturas retrácteis nos estádios, que permitem a realização de eventos sem depender do clima. Com custos de construção astronómicos, estes colossos da engenharia começam a adoptar também tecnologia que permite proteger o piso, muitas vezes relvado, e receber assim outro tipo de eventos sem danificar o piso original.

4. Futebol Americano – linha das 10 yards

 03.Linha 10 yards O Futebol Americano é seguido por milhões de Americanos, nos ao vivo nos estádios e através da televisão por cabo. A audiência televisiva é tão grande que houve a necessidade de tornar o jogo mais perceptível para o telespectador. Quem acompanha o jogo no conforto do lar tem acesso a infindável informação sobre a performance da sua equipa e do decorrer do jogo. A linha amarela das 10 yards é já habitual e está presente no ecrã em todos os jogos. Permite acompanhar o desenrolar das jogadas e perceber efectivamente quanto terreno está a ser ganho à equipa adversária.

3. Natação – fatos de banho completos

 04.Fatos Banho completos O fato de banho completo que fez Michael Phelps famoso nos jogos olímpicos de Beijing em 2008 foi banido. Durante os 3 anos em que equiparam atletas em competições internacionais, estima-se que estes fatos, compostos de neoprene e de poliuretano, foram catalisadores da quebra de mais de 200 recordes do mundo! Após ter sido proibida a sua utilização em Janeiro de 2010, muitas marcas conseguidas durante esses três anos são hoje quase impossíveis de alcançar.

2. Atletismo – próteses

 02.Pistorius A utilização de próteses na medicina tem, durante mais de 3000 anos, ajudado muitos pacientes a levarem uma vida mais confortável, permitindo-lhe continuar a realizar quase todas as actividades do dia-a-dia, assim como praticar desporto. O caso de Oscar Pistorius e a sua prótese “flex-foot” levantou muita celeuma quando ele participou numa corrida dos 400m tanto nos jogos olímpicos como nos para-olímpicos de 2008. A questão fundamental levantada era se a prótese lhe concedia uma vantagem sobre quem só utilizava membros biológicos. Os resultados não foram espectaculares, mas a dúvida permanece.

1. Todos – doping

 01.Doping Já foram várias as vezes em que só após muita especulação, acusações, testes, negações, encobrimento e mentiras é que descobrimos que alguns daqueles que consideramos os melhores atletas, são de facto impostores! Recorrem a um sem número de fármacos, injecções, ou outros métodos para se tornarem sobre-humanos. O caso de Armstrong é o mais mediático, mas a suspeita recai sobre vários atletas de hoje e do antigamente, do futebol à natação, passando pelo Ski, pelo andebol e por quase todos os desportos. A tecnologia no doping está tão à frente que não as substâncias não são detectadas em nenhum testes e as descobertas são feitas à base de denúncias, confissões e arrependimento.

 

 

 

Artigos Relacionados:

10 imagens do desporto em 2012
Os 10 países que mais investem em tecnologia
Os 10 desportos mais populares no Mundo
10 razões para comprar um Samsung de topo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

404