Os 10 clubes mais exclusivos do mundo

Os ricos e poderosos também precisam de descanso, mas ao contrário de nós meros mortais, eles descansam e libertam-se do stress em locais altamente luxuosos e que exigem uma pequena fortuna para lhes poder aceder – algo que a nós nos deixaria ainda mais stressados. Os clubes exclusivos nasceram como um local onde os oficiais ingleses nas colónias se encontravam e rapidamente se tornaram um exclusivo dos mais ricos. Ter dinheiro é o factor mais simples de implementar para limitar e manter a exclusividade no acesso a estes locais. Hoje trazemos os 10 clubes mais exclusivos do mundo e esperamos que um dia nos possamos encontrar num… ou não!

 

10. The Royal Sports Club, Banguecoque (Tailândia)

The-Royal-Bangkok-Sports

As actividades deste clube incluem badminton, basketball, bilhar, cricket, golf, artes marciais, entre  muitas outras. É o local onde os homens de negócios da cidade, políticos e diplomatas vão para desapertar as gravatas e abrir o botão do colarinho. Além do desporto, os membros têm acesso a um circulo social, onde se movem os grandes investidores e os mais ricos da cidade. Emprega 110 pessoas que tornam realidade todas as vontades dos clientes. Conta também com um restaurante gourmet que os membros podem usufruir após as actividades. É frequentado pela família real tailandesa.

9. Cricket Club, Singapura

singapore-cricket-clubFoi fundado pelos ingleses e estes ainda representam a maioria dos membros deste clube. Qualquer jogador de cricket a viver em Singapura deseja fazer parte deste clube para aceder aos melhores campos e competições do país. Além do cricket o clube tem também um ginásio, squash, ténis, um campo de futebol, salas de jogos de tabuleiro e um campo de golf com 18 buracos.

8. The Sports Club/LA, Los Angeles (EUA)

laCourts de ténis, uma piscina olímpica, um clube para crianças, centro médico, estúdios de fitness, basketball e um ginásio são os espaços que este clube oferece aos membros. Adicionalmente  este clube de Los Angeles tem também um cabeleireiro, um bar, spa e restaurante. Por ser frequentado por muitas celebridades a utilização de telemóveis é proibida.

7. The Houstonian Club, Houston (EUA)

houstonHouston é uma das cidades mais ricas dos Estados Unidos e como tal tinha que ter um clube à sua medida. Numa área com quase 1km quadrado, os membros deste restrito clube ocupam o tempo a jogar ténis, squash, escalada, a correr em pistas indoor e outdoor e a nadar na piscina. A mensalidade é de 300 dólares mas o que torna este clube verdadeiramente exclusivo é o facto de exigir ao membro 22 mil dólares como taxa de inscrição.

6. Tokyo Lawn Tennis Club, Tóquio (Japão)

tokyoSe conseguir pagar os 15.000 dólares pedidos por mês, terá acesso a 10 courts de ténis, um restaurante e um bar. Os membros só se podem inscrever de 3 em 3 anos. Conta com 659 membros, mais 8 membros honorários da família real japonesa.

5. The Aviation Club, Dubai

The-Aviation-Club-in-DubaiÉ um clube exclusivo para estrangeiros que residam no Dubai e queiram mostrar a sua riqueza. O forte são os desportos de raquete, com 8 courts de ténis e 2 de squash, mas também conta com uma piscina, um spa e para quem quer apenas socializar tem uma grande variedade de restaurantes, com cozinhas francesa e japonesa. É onde se organizam os grandes eventos de ténis no Dubai e é também o palco dos grandes concertos.

4. Harbour Club, Londres (Inglaterra)

The-Harbour-Club-in-LondonEste era o ginásio preferido da Princesa Diana e situa-se em Chelsea, uma das zonas mais ricas da cidade. Apesar de ser um clube de desporto com um ginásio, estúdio de pilates, piscinas, 17 courts de ténis e um spa, é acima de tudo um local de socialização, onde os magnatas e princesas se encontram para tratar de negócios.

3. The Queen’s Club, Londres (Inglaterra)

queen_clubÉ o mais antigo clube de desporto exclusivo e foi literalmente feito para a realeza, tendo como fundadora a Rainha Victoria. Para quem vive em Londres e vive o ténis com fervor, este é o sitio onde se deve estar. Com 10 courts indoor de ténis, 12 courts de relva, 2 courts de squash, um ginásio, aulas de fitness, 3 salas de tratamento com massagens, um restaurante e um bar, este não é apenas mais um clube em Londres.

2. The Club, Abu Dhabi

theclubAtenção esta lista é infindável! 13 bares e restaurantes, um sports bar, um bar de piscina, 3 restaurantes formais, uma biblioteca, praias para crianças e para adultos, um salão de beleza, duas piscinas, um ginásio, um estúdio de fitness, 8 courts de ténis, 2 courts de squash, 2 courts de badminton, barcos à vela, uma parede de escalada e acesso ao Abu Dhabi Sub Aqua Club onde os membros podem fazer mergulho. Precisavam de mais alguma coisa?

1. E @ Columbus Circle, Nova Iorque (EUA)

Untitled-1Neste clube nenhum sócio se cruza com um outro sócio que não conheça. Os balneários são cabanas privadas e antes de usufruírem dos 3.800 metros quadrados de área do clube , tem toalhas aquecidas ou frescas à escolha. Uma equipa de treinadores está ao dispor dos membros e com os últimos avanços em fitness, conseguem garantir que qualquer membro atinge os seus objectivos. Se as aulas privadas não são o pretendido, tem sempre à disposição uma piscina com 75 metros, um spa, um lounge com internet, televisões large screen, fruta fresca entre outras mordomias. Afinal de contas cada sócio tem que pagar 25.000 dólares para entrar.

Artigos Relacionados:

10 bolas desportivas
10 razões para instalar o Windows 8
10 desportos que ambicionam ser olímpicos
10 museus a visitar no Porto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

404