As 10 piores lesões no rugby

As lesões fazem parte do desporto, é uma ilusão pensar que vamos praticar desporto e que não nos vamos lesionar. Então quando falamos de desportos mais violentos como o rugby, as lesões podem ser verdadeiramente sérias. Desde ossos partidos ou deslocados, ligamentos rasgados ou pancadas tão fortes na cabeça que causam perda de consciência ou quebra de vértebras, todas elas fazem parte do rol de lesões frequentes neste desporto em que o contacto físico é lei. Hoje trazemos as 10 piores lesões no rugby, com vídeos das lesões para quem é menos sensível.

 

10. Piri Weepu

Piri+WeepuO internacional neo-zelandês partiu a perna direira durante o confronto entre Wellington e Taranaki, para o campeonato provincial, em Outubro de 2010. O tornozelo rasgou-se quando estava a tentar furar a defesa adversária e a perna partiu.se. Os médicos usaram 6 parafusos para reparar os estragos.

Vídeo – http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=43sG_t163Kc

9. Michael Bani

Michael-BaniNo rugby é comum vermos jogadores aleijarem-se no pescoço, mas Michael Bani safou-se de uma lesão mais grave durante um jogo em Abril de 2008. Depois de uma colisão ficou imóvel no chão, sem se conseguir mover. A equipa médica removou-o do campo com todo o cuidado mas os raios x não revelaram nada de sério.

Vídeo – http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=ptzC4Abw0LU

8. Cameron Ciraldo

ciraldoEm Março de 2009, a estrela do Rugby League sofreu uma fractura na fíbula e ficou com os ligamentos do pé rasgados, depois do seu pé ter ficado preso durante uma placagem. O pé acabou por rodar para o lado errado. Os seus colegas de equipa disseram que não era uma coisa fácil de se ver mas menos de 24 horas depois Cameron estava numa cadeira de rodas para poder ir ao funeral da sua avó que tinha falecido antes do jogo.

Vídeo – http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=cv0hsjaqDYo

7. Kelly Brown

KellyBrownO avançado do Bath, Matt Banahan, deixou sem sentidos o avançado dos Saracens, Brown, com uma pancada na cabeça. Enquanto Brown recupearava da lesão,  Banahan declarou que não tem intenção de reduzir a intensidade do seu jogo. “Temos que jogar com tudo o que temos” disse banahan. “As pessoas gostam de me ver a correr e parar os adversários, mas também sei passar a bola. Quando tenho uma oportunidade aproveito-a com tudo o que tenho e vou continuar a fazê-lo.” e depois desejou as melhoras a Kelly Brown.

Vídeo – http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=r6k_EIOogX0

6. Johnathan Thurston

thurstonDurante a final da State of Origin Series, em 2011, entre os Queensland Maroons e os New South Wales Blues, o segunda linha dos Maroons sofreu uma ruptura de ligamentos quando o seu colega de equipa, Ashley Harrison, passou por cima do seu joelho durante uma placagem. Espantosamente Thurston precisou de pouco tempo para recuperar e voltou a jogar antes do final do campeonato.

Vídeo – http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=sMuG9-yXNtA

5. Lewis Moody

lewis-moodyO jogador do Bath continuou a jogar mesmo depois de ter sofrido estragos permanentes num olho depois de uma colisão com Charlie Sharples, contra o Gloucester. Moody feriu a retina do olho esquerdo, deixando uma cicatriz na parte de trás do olho, que deixa a visão ligeiramente desfocada. Depois de ser visto por especialistas foi-lhe dito que poderia recuperar e que com o tempo o cérebro aprenderia a ignorar a visão turva. Perdeu a visão nesse olho durante 24 horas mas agora diz que quando entra em campo nem se lembra da lesão.

Vídeo – http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=GhUvCEy8dhI

4. Morgan Stoddart

stoddartDurante o jogo de teste, antes do Campeonato do Mundo, de Gales contra a Inglaterra, o jogador dos Scarlets partiu a perna e precisou de intervenção cirúrgica. Morgan era gozado pelos companheiros por ter bastantes lesões mas quando viram a gravidade da última deixaram de o fazer.

Vídeo – http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=-30vGDpKYoI

3. Beau Robinson

beau-robinsonEm Maio de 2011 o jogador dos Queensland Reds deslocou o cotovelo quando o seu braço foi torcido, num jogo contra os Crusaders. Foi necessária uma intervenção cirúrgica para remover fragmentos de ossos. Mesmo assim voltou à acção no espaço de um mês.

Vídeo – http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=9uWf4cE1520

2. Drew Mitchell

drew-mitchellO jogador da Nova Zelândia colidiu com o adversário, Scott Higginbotham, em Abril de 2010 que provocou fracturas na perna e deslocou o tornozelo, sendo preciso ser operado. A lesão pôs em risco a sua presença no Campeonato do Mundo mas depois de uma longa recuperação, Mitchell conseguiu estar em forma a tempo de fazer parte dos All Blacks.

Vídeo – http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=FMKVPnje1yc

1. Tony Caine

Tony-CaineNo seu primeiro jogo pelos Cronulla-Sutherland Sharks em 2006, Caine fez multiplicas lesões na perna quando Steve Price dos New Zealand Warriors colidiu com ele durante um pontapé. Os médicos compararam os ferimentos com aqueles que se sofrem num acidente de automóvel. Repararam os ligamentos anteriores, posteriores e laterais e ainda o músculo da coxa que se separou do osso. Caine recuperou mas nunca conseguiu voltar a jogar ao nível a que jogava antes da lesão. Infelizmente (ou não!) o vídeo da lesão de Tony Caine foi retirado da internet, não é dificil de perceber pela quantidade de lesões num só acontecimento. 

 

 

 

 

Artigos Relacionados:

10 eventos desportivos em Portugal no ano 2013
10 dicas para começar a correr
10 ataques terroristas a eventos desportivos
10 atletas que mais mudaram o desporto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

404