As 10 corridas mais perigosas do mundo

Desde que há carros que há corridas e parece que quanto mais perigosas, melhores são, ou pelo menos mais fãs atraem! Já aqui falámos de corridas de automóveis antes mas na realidade este é um assunto que tem pano para mangas. Sejam os 10 melhores circuitos citadinos, as corridas mais loucas ou a lista de hoje com as 10 corridas mais perigosas do mundo, o tema é sempre 10interessante!

 

10. Paris – Madrid – 1903

paris-parisEsta corrida foi das primeiras a ser organizada e provou rapidamente que o perigo seria uma parte integrante. A corrida começou em Versalhes e pouco depois o caos instalou-se. Ainda mal tinham saído de Paris e uma mulher já tinha sido atingida mortalmente por um dos carros concorrentes. No entanto os estragos desta corrida não se ficaram por aqui, a combinação de pilotos inexperientes e um público que desconhecia os perigos resultou na morte de 8 pilotos e espectadores. Entre os pilotos que perderam a vida nesta corrida está Marcel Renault, co-fundador da marca de automóveis, que esteve à frente da corrida durante bastantes quilómetros.

9. Motordrome

motordromeMotordrome era um tipo de corrida que estava na moda nos anos 30, nos USA. É o género percursor das pistas ovais, hoje muito usadas na NASCAR, mas com a pista feita de madeira e com uma inclinação de 60º, que permitia que os carros atingissem velocidades elevadas em curva. As altas velocidades numa pista tão inclinada eram a receita para despistes brutais em que os carros e motas eram cuspidos para lá dos muros de segurança, onde regularmente tiravam a vida aos espectadores.

 

8. La mille miglia

mille_migliaDepois da corrida Paris-Madrid, as corridas nas ruas foram proibidas durante alguns anos até 1927, quando a Mille Miglia foi organizada. A corrida consistia num percurso de 1000 milhas em Itália, na qual os primeiros carros de competição da Porsche, Alfa Romeo e Ferrari competiram pelas ruas da cidade de Brescia até Roma. A corrida ficou conhecida pelos pilotos e carros que nela corriam mas também pela quantidade de acidentes e mortes provocados. Um exemplo de acidente acabou por provocar o fim da famosa corrida. Em 1957, numa curva rebentou um pneu do Ferrari de Alfonso de Portago, que o catapultou para cima de espectadores que se encontravam perto a assistir. 12 espectadores perderam a vida só nesse acidente.

7. Baja 1000

baja1000É uma das mais famosas corridas, que acontece todos os anos no sul da Califórnia. Carros, Camiões e motas competem pela vitória numa zona de terreno bastante acidentado. Além dos perigos inerentes às corridas motorizadas esta junta também a sabotagem da pista por parte do público, ao qual a corrida está aberta para assistirem. Isto tem provocado muitos acidentes, muitos deles espectaculares, pois os pilotos seguem o percurso sem saberem que correm o risco de caírem numa armadilha.

6. GP de Macau

gp-macauJá aqui falámos neste circuito no artigo 10 Grandes corridas de automóveis, o Grande Prémio de Macau é composto por uma serie de corridas que incluem motas, formula 3 e carros de turismo. O circuito é nada mais nada menos que as ruas apertadas, ladeadas por muros de chapa que contém os carros na pista em caso de acidentes ou despiste. O GP de Macau é uma das mais complicadas e mortais corridas do mundo e os pilotos sabem-no bem através da inúmeras fatalidades provocadas por este circuito citadino.

5. Nurburgring – Alemanha

nurburgringA Fórmula 1 tornou-se no pináculo das corridas de automóveis , onde podemos ver os pilotos a correrem a grandes velocidades em vários circuitos, alguns destes bastante perigosos como Spa-Francorchamps ou o circuito de Monza. Mas de certeza que o mais mortífero é sem dúvida o de Nurburgring, que somou 5 mortes de pilotos de F1 em 15 anos. O circuito foi construído em 1927 mas sofreu inúmeras alterações ao longo dos anos, pois a velocidade que os carros atingem, as curvas apertadas e as longas rectas mostraram-se demasiado perigosas. Em 1969 os pilotos de F1 boicotaram a corrida neste circuito exigindo que fossem feitas alterações ao desenho da pista, com medo que as mortes não parassem de aumentar.

4. Indy 500

Indy-500A Indy 500, já tem somou 40 mortes de pilotos desde que foi organizada pela primeira vez em 1911, aos quais se juntam membros das equipas de mecânicos, pessoal da pista e expectadores. Apesar de ser um circuito oval com as curvas elevadas para ajudar na aderência, a verdade é que os acidentes são mais que comuns e por isso esta é considerada uma das corridas mais difíceis e mortais do mundo.

3. Ilha de Mann – TT

Isle-of-ManO Isle of Man Tourist Trophy, ou TT, é uma famosa serie de corridas de motas organizada todos os anos na Ilha de Mann, ao largo de Inglaterra. Com mais de 100 anos de existência, esta corrida é procurada por fanáticos das motas de todo o mundo que tenham a coragem de se inscreverem para uma competição de pura adrenalina. Como o circuito é composto por estradas e ruas daquela pequena ilha, e estas ruas e estradas não são ladeadas por nenhuma protecção especial, os acidentes têm normalmente consequências fatais, com os pilotos a atingirem velocidades médias superiores a 200km/h.

2. 24 horas de Le Mans

laMansCom quase 90 anos é uma das corridas com mais prestigio do mundo automobilístico. Ao contrário da maioria das corridas que privilegiam os mais rápidos, aqui é posta à prova tanto a resistência do carro como do piloto, afinal a corrida dura 24 horas. A mistura de velocidade e resistência humana tornou-se na receita para o desastre com os carros modernos a atingirem velocidades que rondam os 400Km/h pilotados por pilotos que estão também a testar os limites da sua atenção.Em 1955, o piloto Pierre Levegh despistou-se depois de ter batido noutro carro e saltou por cima do muro de protecção tendo caído em cima de um grupo de espectadores que se encontravam a assistir à corrida. Levegh e 84 espectadores perderam a vida nesse acidente e foi um dos piores acidentes da história da competição automóvel.

1. Rally Paris-Dakar

dakar_1Para quem procurava perigo, aventura e um pouco de insanidade, o rally Paris Dakar era a aventura ideal. Os perigos desta corrida ultrapassam os inerentes à competição automóvel, e os pilotos e organizadores acabaram por perceber isso. Nem é o facto de atravessarem um deserto e se poderem perder, mas o simples facto de atravessarem países em guerra civil e comandados e minados de terroristas é algo que hoje não passa pela cabeça de ninguém. Já para não falar do impacto que a corrida tinha no meio ambiente, como o caso de um acidente que provocou um incêndio onde 3 pessoas perderam a vida. Por estes motivos o rally passou a organizar-se na América Latina, Argentina e Chile.

 

 

 

 

Artigos Relacionados:

10 eventos desportivos em Portugal no ano 2013
10 grandes corridas de automóveis
As 10 transferências mais caras do futebol
10 mulheres mais sexy do desporto em 2013

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

404