Os 10 preconceitos mais comuns 39

Numa sociedade que vive das aparências, julgar o livro pela capa é a regra instituída. Por mais que se queira mudar a  mentalidade, parece que as pessoas estão cada vez mais avessas a aceitar que “somos todos diferentes e todos iguais”. O preconceito é um juízo preconcebido, manifestado geralmente na forma de uma atitude discriminatória que se baseia nos conhecimentos surgidos em determinado momento como se revelassem verdades sobre pessoas ou lugares determinados. Costuma indicar desconhecimento pejorativo de alguém ao que lhe é diferente. Os media não estão isentos da disseminação dos preconceitos já estabelecidos e, por vezes, até criam novos preconceitos e agudizam outros. Hoje publicamos uma lista com os 10 preconceitos mais comuns. Aqueles que continuam com mais força entre nós são os mais antigos, como o racismo, o sexismo e o preconceito social.

 

10. Preconceito com a aparência

tattoosO preconceito com a aparência é dos mais praticados por todo o mundo. Vestir-se de maneira diferente do “socialmente aceite” dá azo a olhares desconfiados, assim como tatuagens e outros acessórios menos ortodoxos. A maioria das empresas não emprega pessoas que ostentem tatuagens ou piercings e muitas pessoas pensam menos de quem as tem. No entanto muitos dos mais famosos artistas do planeta, que são idolatrados por essas mesmas pessoas, têm e exibem as suas tatuagens e estilos.

9. Nativismo

nativismoO nativismo é praticado contra emigrantes de um determinado país. Ao contrário de outras formas de discriminação, esta é encorajada e mantida por alguns governos e entidades públicas de forma a que sejam negados serviços de saúde, emprego e outros serviços.

8. Preconceito com a idade

ageismEste preconceito é mais comum do que se pensa, e tanto velhos como novos sofrem com isto. Os mais velhos são considerados ultrapassados e agarrados ao passado e os mais novos são ingénuos e inexperientes. É cada vez mais praticado por empresas e 1/5 dos trabalhadores já sentiu este tipo de discriminação no trabalho.

7. Peso/Tamanho

pesoOs standards que a sociedade criou de beleza e atracção foram os criadores de um preconceito muito comum por todo o mundo. É mais comum ser contra pessoas com excesso de peso mas com este preconceito quase ninguém se safa. Magros, baixos, altos e muitas outras características são alvo de discriminação. Está de tal maneira cravado na sociedade que as pessoas se discriminam a si próprias.

6. Religião

religiao_1A história da humanidade está pejada de relatos de perseguição e discriminação religiosa. No entanto não são só as religiões organizadas que sofrem de discriminação, os ateus são também discriminados por grupos religiosos. É também comum que a religião dominante num país tenta impor os seus costumes aos seguidores de outras religiões, muita vezes através da força, da segregação e do impedimento de acesso a cargos públicos.

5. Preconceito com deficientes

DisabledEste preconceito engloba a discriminação ou os maus tratos a pessoas com deficiência mental, emocional ou física. As pessoas com este preconceito têm tendência a inferiorizar pessoas com deficiência e em algumas partes do mundo há instituições que negam os seus serviços e emprego a este grupo de pessoas. Outro exemplo muito comum deste preconceito é a abordagem gratuita a uma pessoa com deficiência para oferecer ajuda quando esta não precisa ou quando não se perguntaria a uma pessoa sem deficiência. Normalmente quem faz isto não se apercebe de que está a discriminar o outro.

4. Homofobia

homophobiaDesde sempre que a heterosexualidade é considerada superior à homosexualidade, muitas pessoas mostram aversão e hostilidade contra homosexuais e bisexuais. Os crimes de ódio contra este grupo  tornaram-se bastante comuns em algumas partes do planeta incluíndo os Estados Unidos da América, onde cerca de 1000 crimes são registados, por ano, contra a comunidade gay.

3. Social

classismoO preconceito das classes sociais toma normalmente forma através dos mais ricos contra os que estão menos bem. Contudo o oposto também acontece, com os que tê menos posses a criticarem os mais abastados chamando-os de snobs com muito dinheiro mas sem moral. Um exemplo de preconceito social evidente é a Índia, em que o sistema de castas, que divide as classes sociais da população, provoca limitações nas aspirações de vida para as castas inferiores.

2. Sexismo

sexismoO sexismo envolve a crença de que um sexo é naturalmente superior ao outro, usualmente que os homens são superiores às mulheres e como tal devem ter mais poder. Isto coloca as mulheres em desvantagem em muitas áreas da sociedade. No exemplo do trabalho, em que se acredita que o homem é mais capaz, são criadas mais oportunidades para os homens do que para as mulheres. Por outro lado os estereótipos sobre as mulheres colocam-na muitas vezes, e predominantemente, como responsáveis pelas tarefas caseiras.

1. Racismo

racismoO racismo ocorre principalmente de duas formas. A primeira, e menos comum nos dias de hoje, é a atitude aberta de racismo, em que grupos específicos fazem propaganda pública passando a mensagem que uma raça é inferior à sua. São atitudes comuns a grupos da supremacia branca e alguns exemplos das suas acções são crimes de ódio, segregação e genocídio. A segunda forma de racismo é chamada de racismo encoberto, que actua dissimuladamente sob a forma de crença cultural de que pessoas de certa cor ou raça são inferiores. Os próprios media, muitas vezes, ajudam a manter este tipo de preconceito.

 

Artigos Relacionados:

10 projectos musicais nacionais
Os 10 animais mais rápidos
10 melhores gastronomias
Os 10 músicos mais bem pagos em 2013

39 Comentários sobre “Os 10 preconceitos mais comuns

  1. Responder Ranala Moura Nov 21, 2014 09:01

    obrigada isso me ajudou muito pra mim fazer um trabalho sobre preconceitos,e parecia um tema facil mais nao ia conseguir fazer se nao tivesse esse site
    obg
    obg
    obg

  2. Responder ana luiza Nov 8, 2014 16:33

    vou tirar um dez no trabalho cidadania

  3. Responder melissa Out 24, 2014 22:08

    vou tirar nota 10 no trabalho

  4. Responder Flávia Albertini Out 23, 2014 14:47

    Oi meu nome é Ana Flávia tenho um seminario da faculdade pra fazer de psicologia e o meu tema é SEXISMO. E com esse site vai me ajudar muito eu e minhas amigas vai tirar 10 OBRIGADA!

  5. Responder rebeca Out 15, 2014 10:39

    hum, com isso tudo vou conseguir tira nota 10 em meu trabalhor!!

  6. Responder dessa Out 14, 2014 21:54

    oi,tenho um trabalho de etica e esse site ajudou muuuuuiiitttooo

  7. Responder Ingrid Out 8, 2014 16:56

    Olá. Preciso fazer um trabalho em quadrinhos e estou usando o conteúdo do site. Tenho uma dúvida quanto ao ”Nativismo”. Este poderia ser chamado de ”Xenofobia”? E é o mesmo que se tem aplicado pela elite paulista (e pelo governo)na capital com nordestinos?

    Obrigada ;)

  8. Responder Elizandra Set 28, 2014 17:46

    Meu nome e elizandra tambem sofro preconceitos de pessoas agora a pouco tempo fui mandada embora do meu trabalho porque sofro por transtorno bipolar mais levo uma vida normal as vezes tenho crises de choro vontade de morrer passa muita coisa pela cabeca e tomo remedios fortes estabilizadores de humor e a sociedade nao aceita vc do jeito que vc e pensa que vc e louco

  9. Responder david breno Set 24, 2014 18:30

    gostei d+ e tirei um 8

  10. Responder Paulo Victór Set 18, 2014 11:14

    eles me chama de ossada

  11. Responder bruno Ago 5, 2014 13:31

    os alunos mim chama de orelha de a bana .as vez mim pergunto porque eu naci a sim so porque a minha orenha e grande ai eles cormesa a manga de mim.

  12. Responder Talyta Laís Ago 1, 2014 02:07

    Oi AMEI O SITE tenho um trabalho para entregar sobre preconceito e aqui encontrei tudo que precisava, queria abordar diferentes tipos de preconceito e aqui no seu site eu achei…. Parabéns…

  13. Responder ana clara duda batista Jul 23, 2014 15:38

    egallllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllll
    lllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllll
    ser diferente imagina se somos iguais que chato ne

  14. Responder ana clara duda batista Jul 23, 2014 15:34

    o menino da minha escola Robson Caitano vica me suando de dente
    torto e isso machuca muito

  15. Responder vando Jul 19, 2014 03:26

    tenho problema de visão e dificuldade em ver algo tão distante por isso a galera da faculdade sempre mim chamam de cego, só porque as vezes fico perguntando a alguns colegas que nome esta escrito no quadro.

  16. Responder mariana de souza rabelo Jul 18, 2014 19:56

    gente meu professor se chama elvis e ele é bem mal será que eu consigo tirar a nota máxima?

  17. Responder sulamita Jul 7, 2014 16:52

    sofro de preconceito sou chamada de girafa

  18. Responder Yussef Allahmeid Jul 6, 2014 20:25

    Dá para fazer uma lista interminável com os preconceitos>

    1) islâmico: boa parte dos brasileiros não podem ver um islâmico que já acham que é terrorista. Por mais que um islâmico tente convencer um brasileiro de que é boa gente, de que respeita as diferenças sempre olham os islâmicos com um “segundo olho”.

    2) negros: a maior parte das pessoas mortas pelo Estado ou vítimas da violência são negras, isso sem falar que eles ganham menos que os brancos, ainda que estejam no mesmo cargo, fazendo as mesmas coisas.

    3) homossexuais: a maior parte dos homossexuais não pode nem sair na rua sem sofrer algum risco de vida. Precisam se isolar e fingir o tempo todo para não serem agredidas.

    4) nordestinos: os nordestinos também são obrigados a fingir que falam em sotaque carioca ou paulistano para não serem discriminados nos estados do sul/sudeste.

    5) obesos: as pessoas tratam todos os obesos como se fossem desleixados e vagabundos, mesmo que sejam as pessoas mais perfeccionistas e trabalhadoras do mundo. Isso sem contar as infinitas “piadinhas”.

    6) favelados: estão na mesma situação que os islâmicos: não podem nem ouvir falar que acham que já vão dar um tiro. Os coitados não tem serviço de limpeza, correio, escola, saneamento, sofrem com a violência, não conseguem arranjar emprego porque não têm CEP e ainda por cima fica este estigma de bandido.

    7) mulheres bonitas: por incrível que pareça, mulher bonita também sofre preconceito. Logo que aparecem em um ambiente de trabalho, são assediadas pelos chefes e maltratadas pelas não tão bonitas.

    8) Nerds: embora fiquem milionários na vida adulta, passam toda a adolescência sofrendo bullying (muitas vezes com sequelas físicas e psíquicas);

    9) Carecas: algumas mulheres discriminam carecas. Pelo menos para isso existe solução: Dinheiro!!

  19. Responder denise Jul 2, 2014 19:53

    na prova valendo 20 eu tirei 19,5 e eu amei…

  20. Responder Ratchel Lemos Jul 1, 2014 13:49

    eu gostaria de saber mais sobre o preconceito nativista, poderia postar mais conteúdo??

  21. Responder Cristina Vieira Jun 18, 2014 16:09

    Eu sofri muito preconceito na epoca que eu estudava.
    1- Tenho o cabelo crespo (me chamavam de espantalho do cabelo bombril)
    2- Tenho dislexia (me chamavam de retardada, demente, fugitiva da APAE, que meu lugar não era com gente normal e sim no hospicio com gente demente como eu)
    3 por não me encaixar no padrão de beleza “perfeito” sempre ouvi na escola (feiona, macaca chita, mas é feia, ou:”Ei alguém já te disse que é feia. Tu é muito feia. Tu deve ser filha do demônio. Por que Deus não gosta de gente feia e demente”)
    A alguns anos venho lutando contra depressão e sou descriminada dentro de casa.
    Sou chamada de perturbada, doida. “Deixa ela, que é doida.” “Deixa a doida, num liga para ela.
    Por ter dislexia e mais recentemente depressão além de nunca ter tido ajuda nem na rua muito menos em casa passei a maior parte da minha vida, tenho 33 anos sendo obrigada a ouvir que sou algo que não sou. Doente mental, que sou perturbada, que sou doida e que meu lugar não é com gente normal. Quando fiz o teste para descobrir ao por que da minha dificuldade em aprender (eu aprendo sim, só que no meu tempo) e descobri eu ouvi algo que nunca ninguém tinha me dito: “Você é normal sim. Dislexia não é demência. O que você tem é apenas uma disfunção de aprendizagem. Você aprende sim, só que demora um pouco mais. Mas nada que atrapalhe a sua vida pessoal, profissional e psíquica. Cabe a você descobrir a melhor forma, a forma mais fácil, mais comoda para você aprender” Mesmo ouvindo de uma profissional isso ainda ouço gente defecando pela boca que sou doente mental, que tenho demência. Embora tenha dislexia meu QI é alto, é 140. Quando aprendo é pra valer, não esqueço mais, sou ótima em atividades que exijam calma, paciência e muito sangue frio. Muito mais alto dos que esse que me humilham.

  22. Responder caioavino Jun 5, 2014 21:47

    gente eu vou me dar bem na prova……

  23. Responder Reebeca Jun 4, 2014 22:09

    Eu ameei .. ErAa prA proova!!!

  24. Responder lara avellar Mai 30, 2014 16:59

    OLa muito maneiro adorei tirei 7,5 no trabalho valia 7,0 amei

  25. Responder Joana Vitória Mai 20, 2014 00:00

    O Site é muito interessante!! Tive que fazer um resumo a Mando de meu Colégio, e seu site foi muito útil! Fiz um debate sobre os tipos de Preconceito e entre eles os mais populares estavam: o RACISMO, o preconceito HOMOFOBICO e o Preconceito SEXISMO. Muito Obrigado pela ajuda! Repassei o Site pra alguns Colegas e todos também adoraram! Parabéns Pelo site!! Nota 10!! Motivo: Explicação boa, e necessaria!

  26. Responder cristiane valentim Mai 10, 2014 01:24

    Adorei o Site! É muito bom. Essas pessoas preconceituosas deveriam se tocar e enxergarq ninguem é melhor q ninguem, td mundo é igual nesse mundo, o q muda são as atitudes e o carater

  27. Responder vinicius de jesus Mai 9, 2014 00:21

    Muito bom o site, sofro muito o racismo porque sou negro

  28. Responder ana caroline macêdo Mai 8, 2014 14:59

    amei este site e deixo um recado se você é preconcee o mundo pituoso pare,pensrecisa que você mude

  29. Responder thamires tavares Abr 15, 2014 14:32

    mt bom esse site amei meu professor de ética mepassou um trabalho desse mas eu tenho mt ética em conceituar então busquei um site que me desse noção e achei esse ótimo..

  30. Responder Rebeca Kethlen Abr 3, 2014 18:43

    Sofro muito com o preconceito de religião. É muito ruim!
    Mas já está parando. E creio que as pessoas que assim o fazem, vão tomar consciência e entender que o que fazem é absurdo!

    • Responder Vitoria Silv Abr 11, 2014 20:00

      Oi meu nome é Vitoria eu sou 2 ano,meu professor me passou um trabalho sobre o preconceito que as pessoas sofrem hoje em dia.E eu queria saber se você pode me fala sua historia,e como voce fez pra combater esse preconceito.

Deixe um Comentário