Os 10 países mais pobres do mundo 18

A quantidade de vezes que somos bombardeados com notícias de pobreza em países de terceiro mundo é assustadora, mas apesar das imagens serem fortes nunca sabemos ao certo como as pessoas desses países vivem. Se usarmos como termo de comparação Portugal, que como bem sabemos e sentimos tem vindo a sentir cada vez mais dificuldades, ajuda-nos a perceber melhor esta lista com os 10 países mais pobres do mundo. A taxa de pobreza em Portugal em 2011, ano que o World Bank Group fez o levantamento que forneceu os dados usados neste artigo, era de 18% e o PIB per capita era de pouco mais de 16 mil euros. Ou seja, cerca de 1,9 milhões de pessoas viviam abaixo do limiar da pobreza num país em que o PIB era de 171 mil milhões de euros.

O Banco Mundial define a pobreza extrema como viver com menos de 1 dólar por dia (PPP)e pobreza moderada como viver com entre 1 e 2 dólares por dia. Estima-se que 1,1 mil milhões de pessoas a nível mundial tenham níveis de consumo inferiores a 1 dólar por dia e que 2,7 mil milhões tenham um nível inferior a 2 dólares.

 

10. São Tomé e Príncipe

STePSão Tomé e Príncipe, tem menos de 170.000 habitantes e uma economia baseada, quase na totalidade, na produção de coco, desde que se tornou independente em 1975. Contudo a produção caiu devido a secas e  má gestão. A extracção de petróleo do Golfo da Guiné, ainda no horizonte, trará um novo fôlego à economia local, apesar de ainda estar a alguns anos de acontecer. A pobreza atinge 66.2% da população e o PIB per capita é de 1061 euros.

9. Serra Leoa

serra_leoaA Serra Leoa tem bastantes recursos minerais, agricultura e pescas para um crescimento económico sustentável, mas a falta de estabilidade política tem sido o maior entrave ao desenvolvimento. Felizmente com o final da guerra civil (1991-2002) as perspectivas são mais animadoras, se bem que ainda falte bastante tempo até que a sorte do país mude. A corrupção continua a ser um dos maiores entraves e a inflação de 18% é um sério problema. A taxa de pobreza é de 66,4%, com uma população de 5,997,486. O PIB per capita é de 269 euros.

8. Burundi

BurundiEm 1993 as disputas políticas entre os dois maiores grupos étnicos do país, os Hutu e os Tutsi, desencadearam uma onda de violência que durou quase 12 anos. Apesar da guerra ter acabado, os confrontos entre os dois grupos ainda acontecem. A guerra não é o entanto o único causador de pobreza no país, a falta de recursos minerais é o maior problema. 90% da população trabalhadora está empregada na indústria da agricultura que representa 31% do PIB. A população do Burundi é de pouco mais de 8,5 milhões de habitantes e o PIB é de 2.33 biliões de dólares. O que perfaz um PIB per capita de 143 euros, o segundo mais baixo do mundo.

7. Madagáscar

madagascarDesde meados dos anos 90 que Madagáscar é gerido com a ajuda do World Bank e do Fundo Monetário Internacional e entrou também no programa de crescimento entre os Estados Unidos e países africanos o Oportunitty Act. Apesar de tudo, não tem sido fácil para esta ilha no Indico, encostada ao continente africano, corresponder com as metas definidas pelos programas. A sua economia depende sobretudo da agricultura, onde 80% da força trabalhadora está empregada. O PIB per capita é de 336 euros, fazendo Madagáscar um dos 11 países com PIB per capita inferior a 500.

6. Eritreia

eritreiaAs esperanças de crescimento económico da Eritreia estão assentes na perspectiva de vários projectos de extracção de minério, mas 80% da população trabalhadora está empregada na indústria agrícola. No entanto a agricultura só representa 11% do PIB, a indústria 34% e os serviços 55%. O único partido político, Frente para a Democracia e Justiça, implementou políticas rígidas que controlam o uso de moedas estrangeiras e favorece os negócios feitos por membros do partido. A juntar a isto, em 2009 as Nações Unidas impuseram sanções económicas depois de se desconfiar de que o governo rebeldes anti-Etiópia na Somália. A taxa de pobreza é de 69% numa população de 5,4 milhões de habitantes e um PIB per capita de 347 euros.

5. Suazilândia

Swaziland_travelHá vários factores que limitam o desenvolvimento e crescimento económico da Suazilândia, como o facto de grande parte da força trabalhadora está empregue na agricultura de subsistência apesar do país estar a passar por dificuldades nessa área, como excesso de plantação que leva à saturação dos solos. Outro problema grave diz respeito à área da saúde. A esperança média de vida é de 48,3 anos. A principal razão é a alta taxa de infectados com o HIV. Cerca de 26% da população está infectada. Com uma população de pouco mais de 1 milhão e a taxa de pobreza atinge os 69.2%, e o PIB per capita é de 2.600 euros.

4. Congo

congoo Congo, nos últimos 15 anos, foi gerido pela corrupção e os conflitos eram a realidade do país. A dívida externa do país não pára de aumentar e as guerras vitimaram mais de 5 milhões de pessoas. Um estudo afirma que apesar da economia ter sofrido um empurrão devido à extracção de minério, grande parte da actividade económica continua a ser feita através de canais informais e como tal não entram para as contas do PIB. A saúde e educação são outro factor que detém o pais de maiores desenvolvimentos. Em 1000 crianças que nascem, 111 não chegam ao primeiro ano e a taxa de inscrições na escola primária é de 33%, a segunda baixa do mundo. O Congo tem uma população de 68 milhões com uma taxa de pobreza de 71.3%. O PIB per capita é de 166 euros.

3. Zimbábue

ZimbabweDesde que se tornou uma nação soberana em 1980, o Zimbábue só teve um representante máximo, Robert Mugabe. As políticas de Mugabe, como a redistribuição de terras, arruinaram a indústria da agricultura que representava o grosso das exportações e criava muitos postos de trabalho. A inflação atingiu valores astronómicos, 1 dólar americano valia 430,972.7 da moeda local em 2008. Em 1993 a taxa de pobreza situava-se abaixo dos 35% e desde então subiu até aos 72%. Com uma população de quase 13 milhões o PIB per capita é de 558 euros.

2. Guiné Equatorial

EquatorialGuineaEstranhamente o segundo país com mais pobreza do mundo tem um PIB per capita de 19.783 euros, bem acima da média mundial que se situa nos 10,034. Apesar da extracção de petróleo ter dado um impulso à economia, a maioria da população ainda vive da própria agricultura. O governo tem sido criticado pela má gestão dos recursos energéticos, e a saúde do povo é uma prova disso. Apesar da riqueza que o petróleo cria, a esperança média de vida é de 50 anos e apenas 56% das crianças se inscrevem na escola. Com uma população de 720 mil habitantes a taxa de pobreza é de 76.8% com o PIB per capita antes referido.

1. Haiti

haitiO World Bank Group declara que mais de metade da população do Haiti vive com menos de 1 dólar por dia, enquanto que quase 80% vivem com menos de 2. A taxa de desemprego, estimada, ronda os 40%. O país está em reconstrução desde o sismo que abalou a ilha em 2010 que, segundo o governo matou 316.000 pessoas e provocou estragos no valor de 8 biliões de dólares, cerca de 120% do PIB. A taxa de pobreza atinge os 77% numa população com pouco mais de 10 milhões de habitantes. O PIB per capita é de 522 euros.

 

 

Artigos Relacionados:

Imagens da Semana (2013.03)
Imagens da Semana (2013.32)
Imagens da Semana (2013.34)
As 10 grutas mais brutais do mundo

18 comentários a “Os 10 países mais pobres do mundo”

  1. vox diz:

    eu conheco algima Europa.pmde s pessoas morrem de fome e frio, um pais esta a morrer a balas e no inverno morrera se calhar a frio por falta de gas para aquecimento.
    eh utopia essa definicao. ha que ver a situacao real desse pais.pobre.
    em portuhal, em cada esquina ha maos estwndidass a pedirem esmolas.
    na rep. checa idem. na franca e inglaterra ha guethos e em alguns outros paises as milheressao obrigaas a prostituicao pelos maridos e namorados para se ter o pao deles de cada dia, e jdizm-se paises nao pobres porque pobres so em Africa, asia e America latina, ou sejam onde a maioria popuacional nao eh branca,fiquem na vossa riquezae nao para ca co vistos falsos.

  2. joao feliciano machava diz:

    Há vezes que há exageros neessa história sobre pobreza……eu vou continuar a manter o tipo de vida que estou levar….comer a Mao, comer óleo de gergelim que a minha mãe faz, comer abóbora, mandioca, banana, ovos de galinhas que crio que ao contabilizar todos esses produtos e outras necessidades que consigo satisfazer com meu esforço estão acima de um dólar…..caros moçambicano abramos olhos……eu acho que as casas melhoradas que as vezes referimos é vermos como mantermos o capim durante muito tempo etc. EU SOU MOÇAMBICANO E VOU CONTINUAR A MANTER O MEU EU????ESTOU CANSADO DE CUMPRIR INDICADORES QUE dia pôs dia estão sendo agregados. BASTA. Amanhã, se não tiver telefone, já sou pobre.

  3. muito bem vamos falar dos países ateus e cristãos

    -serra leoa país ateu
    -brasil pais laico
    -estados unidos país cristão seu burro

  4. Paciência para nossa africa um continente rico com um povo corruptos aldrabões ignorantes.e uma vergonha pa nos africanos.e triste.Que fazer.

  5. Genito chana diz:

    os dados podem não ser exactamente, mas abre visão as pessoas, do que nunca emaginar, por exemplo. Mugabe tornou o país pobre pela política de distribuição das terras que geriam dinheiro para o estado quando estava dominado ingleses, será que alguém nega a pobresa do Zimbabué nestes passado 5 anos

  6. Com muita dor e tristeza saber q o meu continete e a safra maior dos paises mas pobres do mundo,temos que lutar contra esse mal que nos a ssola!

  7. Americo Fanuel diz:

    para acabarmos com a pobreza,vamos lutar contra a corrupcao dos nossos lideres.O caso de E dos Santos, J Zuma. Guebuza,Mugabe etc.

  8. Os politicos sempre sao corruptos. So sabem defender pra o seu proprio bolso.voce k sabe k e corrupto, Pare com a corrupcao.

  9. Malaquias diz:

    O conflito entre Tutsis e Hutus ocorreu em Ruanda e não no
    Burundi.

    • eucli10 diz:

      Orbrigado pelo comentário Malaquias. Na verdade, o conflito entre Tutsis e Hutus é/foi regional (essencialmente Uganda, Ruanda e Burundi), sendo a genocídio no Ruanda o facto mais marcante.

  10. Londrino c diz:

    Nao sei aonde tiraram essas noticias ou qual foi a fonte dessas.Mais existe coisas que e preciso procurar informacoes coerente e verdadeiras para os seus seguidores.Se prcuramos informacoes no google dos paises mais pobre do mundo STP nao esta nesses grupos de top 10 como consta nessa informacao.
    Aconselho procurarem melhor as noticias…..
    obrigado.

  11. Juvenal Bonfim da Graça do Espirito Santo diz:

    Os dados são totalmente falsos , ou talvez , seja uma questão de politica de favorecimento ou de decrerimento de um ou outro país , se falarmos em paises como Moldavia, Afeganistão, Taziquistão, Uzebequistão , e outros …

  12. Gandu diz:

    Eu como Santomense sinto vergonha por isso. Apesar de termos poucos recursos não poderíamos estar nessa lista. Pela quantidade que somos sabendo gerir bem a nossa economia daria para nos tirar desta lista.
    Que um dia isso venha mudar para o nosso lindo São Tomé.

  13. Gabriel diz:

    Cara, Madagascar é no Oceano Índico, não no pacífico

  14. Alba Borges de Medeiros diz:

    Países onde políticos são corruptos não enriquecem e também são péssimos administradores, ateus, não pensam no irmão.

    • heuheuebrbr diz:

      nossa nos ateus não “pensamos no irmão” pelo que eu saiba, quem faz isso são os cristão, antes de criticar nos ateus, pense nos paises ateus e cristão!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

404